Ar-condicionado

Mito ou realidade: Ar-condicionado consome menos do que as janelas abertas?

Este é talvez um dos mitos sobre automóveis mais controversos, por ser na verdade uma questão ambígua, e a sua resposta prende-se fundamentalmente pela velocidade à qual o veículo se desloca. É verdade que o ar-condicionado gasta combustível, pois para activar o compressor do ar é necessário retirar energia ao motor, aumentando o consumo sem aumentar a velocidade. Aliás, dependendo da tecnologia usada no sistema (digital ou analógico) pode consumir 10% ou 20% a mais.

A baixas velocidades, a resistência causada pelo ar que entra no veículo, por circular com as janelas abertas, tem menos impacto no consumo de combustível. Isto porque, o esforço causado ao motor do carro pelo sistema de ar-condicionado resulta numa perda de potência que ronda os 5 cavalos, gastando mais combustível.

A alta velocidade, caso tenha as janelas abertas, o ar irá agir como factor de arrasto sob o carro, resultando em maiores gastos de combustível do que se recorrer ao ar-condicionado. Falamos de velocidade superior a 70/80 km/h, em que o vento lateral que entra no veículo faz com que diminua o rendimento do motor. Há um aumento considerável da pressão do vento na aerodinâmica do carro, assim como um aumento da entrada de ar no interior do veículo. O carro fica mais lento e para manter a velocidade o motor tem de trabalhar com mais força, injectando mais combustível.

Em resumo, a velocidade tem grande influência sobre a resistência aerodinâmica. Por isso, se circular em cidade, baixar as janelas consome menos combustível do que ligar o ar. Se a temperatura exterior estiver propensa a isso deve então circular com as janelas abertas. Assim, não só tem a temperatura no interior mais agradável como também acaba por não gastar mais combustível.

Mas em viagens a alta velocidade, em autoestrada, a resistência causada pelas janelas abertas aumenta, causando turbulência, tornando preferível usar o ar-condicionado. Isto porque, apesar de consumir mais, o ar-condicionado traz um enorme benefício, uma vez que permite melhorar a qualidade do ar no interior do veículo, garantindo um maior conforto e até uma maior atenção durante a viagem.

Ponderando todos os fatores, o uso de ar-condicionado continua a ser essencial para o bem-estar e de inevitável utilização em determinados momentos, por isso confira algumas dicas para que possa economizar:

Modere o uso. Ligue-o apenas em caso de necessidade e nunca como ventilador.

Feche as janelas. Quando circula com o ar-condicionado na autoestrada mantenha os vidros bem fechados. Na cidade é preferível as janelas abertas e o aparelho desligado.

Não ligue de imediato. Num dia quente, deixe primeiro o ar circular uns minutos antes de ligar o ar-condicionado. Vai permitir que o ar quente acumulado seja libertado.

Faça a manutenção. Faça a revisão de todos os componentes associados ao aparelho, garantindo a sua eficácia.

Escolha com confiança, viva com segurança.

Veja também:

Mito ou Realidade: Não é preciso fazer a revisão do carro se circular poucos quilómetros por ano?

Mito ou Realidade: Combustíveis de marca branca diminuem a performance e danificam o motor?

Mito ou Realidade: Caixa manual poupa mais combustível de que a automática?

Back to top