banner

10 Hábitos Comuns que Prejudicam os Automóveis

terça-feira, 01 de março de 2016
  • "Bisca"Protelar as manutenções
Ninguém gosta de gastar dinheiro me oficinas, no entanto a manutenção regular e atempada pode poupar-lhe muito dinheiro num futuro mais próximo do que imagina. A manutenção não implica apenas mudar o óleo e ocasionalmente os calços dos travões. Por isso consulte o manual do seu carro e cumpra com plano de manutenção indicado pelo fabricante da viatura. É certo que com o passar dos kms os custos de manutenção vão subindo, quando isso acontece a solução mais económica pode ser mesmo trocar por uma viatura recente, cortar na oficina vai ter consequências duras mais cedo ou mais tarde. O preço de um motor, transmissão ou caixa de velocidades é muito alto, por vezes superior que o valor da viatura.  
  •    Conduzir com pneus gastos ou pressão errada
Verificar regularmente a pressão e estado dos pneus. Se o pneu rebenta, pode originar a perda de controlo da viatura e originar acidentes graves. Além disso os pneus com piso gasto fazem aquaplaning com mais facilidade. Salientamos que para além de mais seguros, os pneus com a pressão adequada duram mais tempo e gastam menos combustível, logo poupa dinheiro. Não lavar/limpar o carro Todos gostamos de ver um carro com a pintura e interiores em bom estado. Para manter a pintura em bom estado é fundamental lavar o carros periodicamente, para minurar o efeito da poluição e das chuvas acidas. Os mais puristas vão recomendar a lavagem manual, pode ser todavia boa ideia evitar lavagens com rolos. Também é prudente resguardar o carro do sol, especialmente no Verão. Apesar de ser pouco habitual em Portugal, em sítios que coloquem sal nas estrada por causa da neve, o carro dever ser lavado por baixo também para retirar o sal. Em trajetos com obras, aumente a distancia para o carro que circula à sua frente para evitar pedras que possam ser projetadas.  
  • Praticar uma condução agressivaBurnout 1
  Não faz muito sentido fazer acelerações bruscas constantes, além dos consumos, há outros efeitos que prejudicam o seu carro. Aos consumos, acrescentamos um maior aquecimento, desgaste dos pneus, transmissão e travões. Assim com o tempo, desde folgas, fugas e outros problemas irão surgir. Efeitos semelhantes são registados quando se abusa das rotações altas do motor.  
  • Conduzir demasiado devagar
Mesmo para andar devagar é preciso faze-lo da forma adequada. Os consumos estão na ordem do dia pelo que muitos procuram manter as rotações o baixo possível, durante o máximo de tempo que conseguem. Em particular nas subidas há que garantir que atingimos as rotações que permitem ao motor a força suficiente para poder funcionar sem perder eficácia. Caso isso não acontece, não só não estamos a poupar combustível, como poderemos estar a danificar permanentemente o motor do carro.  
  • Arranques à campeão como carro frio
Seja frio ou não, iniciar a utilização do carro com acelerações fortes é um erro. Isto porque o óleo ainda está frio e não têm a viscosidade para fazer o seu trabalho com eficácia. Com isto o desgaste do motor é muito maior. Assim o ideal é esperar uns segundos antes de arrancar e ir acelerando progressivamente.  
  • alavanca de velocidadesUso excessivo da embraiagem e pousar a mão na caixa de velocidades.
Cada vez que pousamos o pé na embraiagem, ainda que ligeiramente, estamos a provocar fricção no disco de embraiagem e peças relacionadas. É muito mais comum do que se pesar pousar distraidamente o pé no pedal, cuidado! Pode não parecer mas está a provocar fricção, aquecimento e desgaste de todo esse sistema. Outro hábito (mau) frequente é pousar a mão na alavanca de velocidades. Sem se aperceber, está colocar pressão sobre os mecanismos da caixa de velocidades, o que a desgasta e provoca folgas em sincronizadores, rolamentos e outros componentes. Com o passar do tempo, irão surgir vibrações e a caixa vai-se tornar imprecisa. Use a alavanca com suavidade.  
  • Mover o volante com o carro parado
A direção assistida foi uma benção para todos os condutores, muitos ainda se lembrarão que era quase impossível fazer uma manobra com o carro parado num carro sem este sistema. Hoje em dia todos (quase) os carros vêm equipados com direção assistida, facilitando todas as manobras, isso não significa que mover o volante com o carro imobilizado deva ser algo a repetir muitas vezes. Mesmo um carro pequeno pesa quase um tonelada, pelo que além da deformação dos pneus, a suspensão pode ser danificada, além de que a própria direção ganhará folgas. Outro cuidado, evitar rodar o valante até o limite máximo, porque a bomba da direção sofre desgaste nestas situações.  
  • Andar com o carro na Reserva (combustível)
    Há quem consiga andar com tão pouco combustível no depósito que o ponteiro já nem mexe. No entanto a bomba de combustível não deve achar piana nenhuma... Esta peça está habitualmente imersa no tanque e não gosta nada de funcionar em "seco". Pelo que é de evitar que isso aconteça para evitar que esta se danifique, isto para não falar que o fundo do depósito acumula resíduos que podem provocar avarias não só da bomba, filtros e outros componentes.
Copyright © 2022 Lscautomoveis.pt.
Made with by Webhouse.pt
Este website usa cookies para melhorar a navegação dos nossos utilizadores. Ao navegar no site está a consentir a sua utilização. Fechar ou Saber Mais