Escolha com confiança e viva com segurança!
banner

Saiba como evitar a desvalorização do carro: 8 dicas

terça-feira, 01 de setembro de 2020

Não é novidade que um carro começa a desvalorizar assim que sai do concessionário (e ao virar a esquina já perdeu cerca de 10% do valor do custo!). E a não ser que seja um automóvel raro ou de coleção, também não é surpresa que não o venderá por um valor superior ou igual ao de aquisição. Contudo, para evitar a desvalorização do carro há cuidados a ter com a utilização e a manutenção, para que preserve o mais possível o seu valor de mercado.

Sabia que?...

A desvalorização mais acentuada de um carro ocorre nos primeiros 3 anos, após esse período o seu valor decresce mais lentamente. 

A taxa de desvalorização de um carro 0 km tem uma média de 20% no primeiro ano de uso. Já os semi-novos ou usados não se enquadram nessa perda tão considerável do investimento inicial, sendo que, a mesma taxa, referente a um modelo semi-novo, é 2% ou 3% ao ano, dependendo do veículo.

Lembre-se que há uma série de fatores que determinam o valor de um carro usado como número de quilómetros percorridos, danos causados por mão humana ou por causas naturais, etc., sendo que todas as componentes que estiverem em ótimo estado facilitarão o processo de revenda. Está a pensar comprar um automóvel e vender o seu atual? Então siga estas dicas e conserve bem o seu carro.

  1. Cuide do exterior.

O aspeto exterior conta muito para evitar a desvalorização do carro, por isso, proteja a pintura e cuide da carroçaria. Mantenha o carro limpo de pó e areias acumuladas, que também podem danificar o exterior, e repare o mais rápido possível riscos, amolgadelas, ou quaisquer outros danos causados pelas condições atmosféricas. O ideal é sempre que possível guardar o carro na garagem, ou então pode sempre recorrer a capas protetoras.

  1. O interior é que conta?

O aspeto interior é igualmente importante, e conta bastante porque é total responsabilidade de quem usa o carro. Estofos e plásticos conservados provam o cuidado que o seu dono teve na preservação do automóvel. Mantenha o carro limpo, utilize produtos adequados na limpeza de estofos e componentes e evite que a sujidade possa criar manchas irremovíveis.

  1. Tudo a correr sobre rodas.

É essencial que mantenha os pneus em bom estado. O pneu descalibrado acaba por forçar todo o sistema de suspensão do carro. Isso faz com que o carro desvalorize mais rápido porque não roda nas projeções ideias para as quais foi desenvolvido. Também por uma questão de segurança, calibre os pneus uma vez por mês e a cada 10 mil quilómetros faça o alinhamento da direção e a inspeção do sistema de suspensão. Verifique também as pastilhas dos travões.

  1. O coração do automóvel.

Mantenha o coração do seu carro saudável. Verifique os níveis do óleo do motor, os filtros e as velas a cada 10 mil quilómetros, ou de 6 em 6 meses. A bateria também deve ser vista com frequência. Ao prolongar a vida do seu motor, irá evitar a desvalorização do carro, e aposta também numa condução segura.

  1. Revisão? Preferencialmente na marca.

Se o carro tiver sido revisto sempre na marca, melhor. Embora sejam mais caras que recorrer a uma oficina, funcionam como garantia, sendo o seu valor muito maior em caso de venda.

  1. Pratique uma condução segura.

O seu estilo de condução afeta desde o aspeto exterior ao interior, assim como a sua performance. Conduza de forma segura e aumente o tempo de conservação de certas componentes do seu automóvel, protegendo os pneus e, principalmente, conservando o motor. Além disso evita acidentes e estragos no seu veículo. Lembre-se que o número de sinistros influencia o valor de revenda

  1. Quilometragem é a primeira característica a ser verificada.

Os quilómetros é um dos principais fatores de desvalorização de um carro, mais do que propriamente a “idade” do automóvel. Menos quilómetros, menor o desgaste associado à condução. Naturalmente que um carro serve para circular, mas quanto mais anos ele tiver com o menor número de quilómetros, só sairá a ganhar na hora de o vender.

  1. Quanto a extras, gostos até se discutem…

Muita atenção sempre que coloca um extra no carro. Mesmo que seja de grande valor, é associado ao gosto pessoal do proprietário do automóvel, podendo desvalorizá-lo ou limitar os interessados. Opte por extras que sejam úteis, que possam agradar a um grande número de compradores e que garantam pormenores e funcionalidades de que o modelo de série carecia.

Inspeção é lei!

Ainda que esta não seja uma dica, mas uma obrigatoriedade, ter as inspeções, selo, pagamento de impostos, em dia, é determinante para que o carro tenha um valor superior. Tenha todos os documentos guardados e devidamente organizados. Este é o selo de qualidade de que o automóvel está em condições para circular, seja os que se referem ao seu registo, ao seguro ou ao imposto de circulação, o que aumenta a confiança de possíveis compradores.

Escolha com confiança, viva com segurança!

Copyright © 2020 Lscautomoveis.pt.
Made with by Webhouse.pt
Este website usa cookies para melhorar a navegação dos nossos utilizadores. Ao navegar no site está a consentir a sua utilização. Fechar ou Saber Mais